Cotidiano Escolar

Quantas vezes não olhamos no espelho e nos deparamos com traços específicos bem diferentes daqueles que encontramos em outras pessoas? Imagine agora essa proposta aos pequenos de 3 anos, no Maternal III, com uma sagacidade imparável para investigações. Só poderíamos ter as melhores e mais sinceras respostas possíveis!
Em 2007, em uma das nossas salas de aula, um grupo de crianças participou de uma experiência bem própria do cotidiano escolar: perceber a identidade, sua e dos outros. Eles aprenderam não só sobre a singularidade de cada um, como também sobre o reconhecimento e que muitas vezes ele depende do olhar do outro.
Essa experiência interativa, de se observar e ver o próximo, nasceu da proposta de Documentação Pedagógica da Escola Crescimento, uma memória concreta, inestimável fonte de pesquisa, que detalha o que acontece nas escolas. Às crianças são propostas investigações, e aos educadores investigarem como elas aprendem e propor situações provocadoras em um trabalho focado no olhar, escuta e observação cuidadosa do cotidiano. Nossa pesquisa, da época, se tornou referência nos encontros sobre o tema em outras escolas do país e na Argentina.
A documentação é um processo de ampliação e compreensão dos conceitos e das teorias sobre as crianças e precisa vir acompanhada de diálogos e de interpretações, tanto dos pequenos quanto dos educadores, porque acreditamos em um estabelecimento ético da relação entre o professor e os seus alunos. Por essa crença, e troca, é que encorajamos, em nossa Escola, experiências como essas e outras desde o início da vida escolar dos alunos.