Aulão Interdisciplinar para 3ª série

As turmas da 3ª série do Ensino Médio estão na reta final para a preparação dos vestibulares. Por isso, preparamos, no último sábado (1), o Aulão Interdisciplinar sobre Obras Literárias e Atualidades, que foi conduzido pelos professores Cristiano de Sousa e Afrânio Weber Filho, respectivamente.

Durante o momento de Obras Literárias, o professor Cristiano e a turma leram  e discutiram detalhadamente as características da obra “O Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, que será uma das obras abordadas no vestibular tradicional da Universidade Estadual do Maranhão este ano. “Foi um momento diferenciado, porque fizemos a leitura e análise integral do livro e isso ajuda muito, porque conseguimos fazer as observações pontuais. Para todas as áreas que você vai seguir em um vestibular tradicional, a leitura e análise das obras é fundamental”, explicou o educador.

No momento de Atualidades, o professor Afrânio fez um apanhado sobre assuntos como situação dos refugiados na Venezuela e o panorama político de Nicarágua. “Fizemos uma radiografia de toda a América Latina, desde o México e ressaltando, principalmente, a América do Sul”, detalhou.

Para o aluno Luís Filipe Alves, da 3ª série A, o Aulão é muito importante, porque os ajuda a focar nos principais temas abordados nos vestibulares, otimizando, assim, a rotina de estudos. “Eu achei que foi muito bom, porque tirou as nossas dúvidas e nos ajudou a entender sobre o livro. Vai ajudar bastante para os vestibulares.”

“Esse aulão foi pensado com o objetivo de reunir, periodicamente, os alunos para prepara-los sobre aqueles conteúdos que são extraclasse e que devem ser aprofundados” explica Ivone Guinami, gestora pedagógica do Ensino Médio que ressalta a importância do estudo de obras literárias, porque é uma forma de os alunos estudarem as obras solicitadas em vestibulares tradicionais e abordadas no ENEM nos últimos anos e do conhecimento sobre atualidades, que amplia o repertório dos alunos e os ajudam, principalmente, na redação. “Eles pegam todo esse conhecimento e aplicam nas Oficinas de Redação, propostas também pela Escola, de forma interdisciplinar”, comentou.